Os dois trabalharam juntos na peça ‘The Diary of a Madman’, entre 2010 e 2011

Por
AFP

access_time

17 dez 2018, 10h54

Geoffrey Rush voltou a ser acusado de assédio. A atriz australiana Yael Stone, uma das protagonistas da série Orange is the New Black, afirmou ao jornal The New York Times que Rush enviava mensagens de texto eróticas e tentou observá-la tomando banho uma vez, quando os dois atuaram na peça The Diary of a Madman, entre 2010 e 2011, na Austrália.  A atriz de 33 anos ainda revelou que o australiano chegou a dançar nu diante dela no camarim em uma noite.

Em um comunicado publicado no mesmo jornal, Rush afirma que as acusações são “incorretas e em alguns casos completamente retiradas do contexto”. “Eu lamento sinceramente e profundamente se provoquei alguma aflição. Isto, certamente, não foi minha intenção”, completou.

A atriz explicou ao canal de TV ABC que na época não apresentou denúncia para não prejudicar a própria carreira, que estava começando. “Eu tinha pouca experiência, ele era uma estrela reconhecida internacionalmente, ganhou tudo que se poderia ganhar”, disse Yael Stone em uma entrevista que será exibida nesta segunda-feira.

Em dezembro do ano passado, a Companhia de Teatro de Sydney, da qual o ator de 67 anos fez parte, divulgou que recebeu uma denúncia de “conduta imprópria” contra ele, sem especificar quem seria a vítima ou mesmo do que se tratava. Segundo a imprensa local, o fato teria ocorrido entre 2015 e 2016, quando Rush encenou Rei Lear no palco.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here