A Síria ameaçou na terça-feira (22) atacar o aeroporto de Tel Aviv, em Israel, em retaliação a operações militares contra forças do Irã no país árabe.

Um dia antes, o Exército de Israel lançou um ataque contra a Força Quds, unidade especial do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica, nos arredores de Damasco, deixando mais de 10 mortos e atingindo sistemas de defesa antiaérea.

Segundo Israel, o bombardeio foi uma resposta ao lançamento de um foguete contra as Colinas de Golã, região anexada por Israel em 1967.

Segundo a “ISTOÉ“, o embaixador sírio na ONU, Bashar Jaafari, afirmou:

“Se o Conselho de Segurança não adotar medidas para interromper as repetidas agressões israelenses na Síria, Damasco exercitará seu legítimo direito de autodefesa e responderá atacando o aeroporto de Tel Aviv.”

Israel teme o crescente ativismo militar do Irã na Síria, onde o país persa foi fundamental para as recentes vitórias do regime de Bashar al Assad.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here