“Jean, como Marielle, são alvos de criminosos de extrema direita”

access_time

25 jan 2019, 14h30

A jornalista Fernanda Chaves, ex-assessora de Marielle e que estava com a vereadora no carro naquele atentado, comenta a decisão de Jean Wyllys em abandonar o mandato e o país com receio de também ser alvo de violência. Ela conta que Marielle se impressionava com a vida de clausura de Jean. “Não raramente os cariocas podiam encontrar parlamentares do PSOL nas atividades extra-agenda parlamentar, como como shows, cinemas ou até na praia.. Menos o Jean. Não eram raras as vezes em que Marielle comentava sobre o quanto difícil e triste se tornara a vida do Jean e o quanto ela não suportaria viver assim, sob esse vulto da ameaça e do medo”.

E complementou:  “Jean Wyllys, assim como Marielle, são alvos preferenciais de criminosos de extrema direita, que não possuem capacidade de lidar com a diversidade, com o debate de ideias. E, por não suportarem o contraditório, agem como primatas: ameaçam, fazem terrorismo e até assassinam, aqueles que jamais conseguiriam derrotar num debate franco”.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here