Governo brasileiro falhou em proteger deputado, diz relatora da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

A advogada chilena Antonia Urrejola Noguera, relatora especial do Brasil na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, diz que o país não foi capaz de garantir segurança e condições básicas para o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ).

Segundo a “BBC Brasil“, Noguera declarou:

“A Comissão Interamericana decretou uma medida cautelar para que o Estado tomasse medidas de proteção a favor de Jean e a resposta foi que ele já tinha medidas de proteção. Mas, eram exatamente essas medidas que o deputado indicava que eram insuficientes. Ele seguia recebendo ameaças.”

E acrescentou:

“Efetivamente, [Jean Wyllys] não se sentia em condições de ficar no Brasil. É lamentável. Além disso, é lamentável pelo que ele representa. É um deputado LGBTI, em um contexto em que ouvimos recentemente sobre pelo menos quatro assassinatos contra pessoas deste grupo.”

Citando ameaças contra sua vida, Jean Wyllys afirmou nesta quinta-feira (24) por meio de redes sociais que abriu mão de seu terceiro mandato consecutivo de deputado federal, conforme noticiou a RENOVA.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here