VEJA Correspondentes

Bahia

Prefeito de Salvador ressaltou, no entanto, que o senador precisa se “explicar seriamente”

Por
Rodrigo Daniel Silva

access_time

25 jan 2019, 17h25 – Publicado em 25 jan 2019, 17h06

Presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, defendeu, nesta sexta-feira (25) o governo de Jair Bolsonaro (PSL) do desgaste após o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontar movimentações bancárias suspeitas do filho do presidente, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL).

Para ACM Neto, as suspeitas contra primogênito do presidente só irão afetar o Palácio do Planalto se o governo deixar. “Eu acho que é uma crise do Flávio Bolsonaro, e não do governo”, defendeu o democrata. O prefeito ressaltou, no entanto, que o senador precisa se “explicar seriamente”.

“Ele não é um senador qualquer. Ele é um senador que é filho do presidente eleito. Agora, você não pode responsabilizar o governo, caso, eventualmente, o Flávio tenha cometido algum erro como deputado estadual. Se cometeu que pague o preço, sem beneficio pelo fato de ser filho do presidente”, declarou.

 



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here