Giovanna Ewbank e Bruna Marquezine deram adeus a mais de 400.000 seguidores na polêmica que rachou o Projac

access_time

23 fev 2019, 22h00

A separação do casal Débora Nascimento e José Loreto teve implicações, quem diria, numérica. O fim do relacionamento, anunciado no dia 16, causou um racha entre atores da Globo assim que Marina Ruy Barbosa foi apontada como possível pivô da relação. Em seguida, atrizes que tomaram partido de Débora — ou viram na situação a chance de fazer algo que queriam há tempos — pararam de seguir Marina no Instagram. Em tempos de amizades virtuais, trocas de likes e altos valores que correm em publicidade pelas redes, a atitude ganhou forma de uma melindrosa guerra civil virtual.

Uma semana depois do início da controvérsia, os resultados aparecem em números de seguidores dos envolvidos e dos enxeridos.

Débora, como esperado, cresceu muito na rede. A atriz, que desde então só publicou uma foto fofa com a filha de 10 meses, ganhou 780.000 seguidores em uma semana, em um crescimento de 26%, aponta a ferramenta Crowd Tangle. Loreto, quem diria, também cresceu com a polêmica. O ator ganhou 453.000 seguidores no mesmo período.

Marina Ruy Barbosa, que não fez nenhuma publicação na rede ao longo da semana, ganhou 653.000 seguidores. Carolina Dieckmann, apontada dias depois como possível amante de Loreto, também aumentou o número de fãs no Instagram, com mais 29.000 seguidores.

Já entre as “amigas” que deixaram Marina à deriva, a queda foi brusca, indicando uma rejeição dos seguidores. Bruna Marquezine perdeu 158.000 seguidores, e Fiorella Mattheis deu tchau a 12.000 fãs na rede social. Giovanna Ewbank, que foi madrinha de casamento de Marina, contudo, foi a que mais se deu mal: 270.000 seguidores a menos.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here