O indicado por Bolsonaro para o cargo de principal representante diplomático do Brasil voltou a criticar o líder do regime chavista neste sábado (23).

O Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse neste sábado (23) que o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, “não tem poder real, nem poder moral, só tem o poder da força bruta”.

Araújo garantiu que “a queda de Maduro é questão de tempo” e que espera que “os militares venezuelanos” compreendam “que devem apoiar” o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

“A Venezuela vive um momento de mudança irreversível […] A triste realidade que a Venezuela vive não se sustenta”, disse o chefe do Itamaraty, segundo a agência EFE.

O chanceler disse também que espera que “os militares venezuelanos” compreendam “que devem apoiar Juan Guaidó”. Ontem, mais de 60 militares da Venezuela desertaram e cruzaram a fronteira com a Colômbia em busca de proteção, como noticiou a RENOVA.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here