Membros da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) da Venezuela estão roubando pessoas do lado brasileiro da divisa entre os dois países.

As diversas trilhas alternativas ao longo da fronteira entre Brasil e Venezuela se transformaram em palco de violência e dramas familiares depois que o ditador Nicolás Maduro ordenou o fechamento da fronteira entre os dois países.

A parte mais perigosa da travessia está no primeiro trecho, na região onde estão os postos aduaneiros, palco de dois conflitos entre manifestantes e militares da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) nas últimas horas.

A trilha, que fica no lado brasileiro, é marcada por bases de concreto pintadas de branco. Na caminhada, segundo uma reportagem da Folha, venezuelanos que chegavam ao Brasil informavam que os militares do regime Maduro estavam atacando migrantes do lado brasileiro.

A equipe do jornal foi perseguida por dois soldados venezuelanos. Eles tentaram alcançar o grupo, que incluía um casal formado por uma venezuelana e um paulista.

A reportagem informou que, dois membros do grupo ficaram para trás e foram alcançados pelos militares venezuelanos. Mesmo estando do lado brasileiro, ficaram sob a mira de fuzis do exército de Caracas e foram obrigados a entregar as duas malas no lado venezuelano.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here