Ex-capitão afirmou que, na sua época de jogador, todos queriam vencer títulos, ‘independentemente da conquista pessoal’

Por
Estadão Conteúdo

access_time

26 fev 2019, 09h39

Capitão do pentacampeonato mundial, em 2002, e campeão também na Copa do Mundo de 1994, o ex-lateral Cafu está preocupado com o que vê na seleção brasileira dirigida por Tite. Com a experiência de defender a equipe nacional por mais de uma década, o ex-jogador fez críticas ao comportamento dos atletas.

“Creio que falta comprometimento para os jogadores da seleção. Talvez não tenha tanto comprometimento quanto tinha na nossa época. Antes, era algo impressionante. Você via nos treinamentos e na concentração o quanto todo mundo queria conquistar títulos, independentemente da conquista pessoal”, disse ele em entrevista concedida durante entrega do prêmio Laureus, o “Oscar” do esporte, na semana passada. “Claro, tínhamos nossas referências e marcas, mas ninguém colocava isso à frente do time, para ser estrela. A gente queria ganhar.”

Apesar da crítica à seleção, o ex-capitão teceu elogios ao principal jogador da equipe. “Nós sempre queremos ver o Neymar em campo, pois a chance de vitória com ele é sempre maior. Ele tem demonstrado mais amadurecimento a cada dia, para o bem dele, do Paris Saint-Germain e da seleção.”

O ex-lateral também elogiou as duas revelações do Flamengo, Vinícius Junior e Lucas Paquetá, que vivem bons momentos na Europa. “Vinícius é um jogador sensacional e que surpreendeu todo mundo. Acho que ele já mostrou que pode conseguir coisas grandes no Real Madrid. O Paquetá conseguiu conquistar o Gattuso (técnico do Milan) e é um jogador que tem conquistado espaço em pouco tempo e pode ser útil para a seleção.”



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here