Artista americano também está envolvido em caso de abuso sexual de menores

Por
EFE

access_time

9 mar 2019, 17h37

O cantor americano R. Kelly, atualmente envolvido em um caso de abuso de menores, deixou neste sábado, 9, a prisão após pagar os US$ 161 mil que devia de pensão alimentícia para um de seus filhos, dívida pela qual foi preso na última quarta-feira, informaram veículos de imprensa locais.

Durante os dias em que permaneceu na prisão, o cantor ficou em uma cela individual e sob vigilância 24 horas por dia, segundo informou o escritório do xerife do condado de Cook, em Illinois.

R. Kelly foi detido por não pagar a pensão de um dos seus três filhos, de aproximadamente US$ 20 mil mensais, o que no estado de Illinois é punido com pena de prisão.

Antes de ser preso, o artista, de 52 anos, estava em liberdade porque tinha pago uma fiança devido às acusações de assédio sexual apresentadas por três supostas vítimas.

Se for declarado culpado, R.Kelly pode ser condenado a uma pena de três a sete anos de prisão por cada uma das acusações.

O cantor defendeu sua inocência desde o início do caso. No entanto, no dia 25 de fevereiro a acusação entregou ao juiz uma fita de vídeo na qual supostamente Kelly aparece tendo relações sexuais com uma das vítimas quando esta era menor de idade.

Nas últimas semanas, seu caso ganhou notoriedade devido à exibição de uma série documentário de televisão que levou as autoridades a se interessarem novamente por estes crimes.

“Surviving R.Kelly” é o título do documentário de seis episódios que foi exibido pelo canal “Lifetime” em janeiro sobre o cantor de R&B que alcançou a fama nos anos 1990.

Poucas horas antes de ser detido na quarta-feira, R.Kelly concedeu uma entrevista à emissora de televisão “CBS” na qual voltou a negar as acusações e criticou o documentário por dar uma visão tendenciosa dos fatos.

“Se você viu o documentário – o que tenho certeza que fez -, todo mundo diz algo ruim sobre mim, ninguém diz nada bom. Eles me colocam como Lúcifer. Eu não sou Lúcifer, sou um homem. Cometo erros, mas não sou um demônio e, em nenhum caso, sou um monstro”, disse o cantor. EFE

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here