Romance é o novo trabalho do autor de ‘A Menina que Roubava Livros’

Por
Redação

access_time

15 mar 2019, 07h00

O construtor de pontes, de Markus Zusak (tradução Stephanie Fernandes e Thaís Paiva; Intrínseca; 528 páginas; 54,90 reais)

O construtor de pontes, de Markus Zusak (tradução Stephanie Fernandes e Thaís Paiva; Intrínseca; 528 páginas; 54,90 reais) (//Divulgação)

(Tradução Stephanie Fernandes e Thaís Paiva; Intrínseca; 528 páginas; 54,90 reais) Cinco rapazes vivem em uma casa caó­tica, com louça acumulada e bichos de estimação como uma mula. O cenário periclitante é reflexo da trágica morte da mãe e do abandono do pai. Mas o patriarca retorna e pede ajuda: ele precisa construir uma ponte. Um dos filhos, o taciturno Clay, aceita a missão. Como em seu romance anterior, A Menina que Roubava Livros, o australiano Markus Zusak usa o inanimado como símbolo do intangível. Se para a menina do best-seller de 2005 a palavra era escudo contra o nazismo, agora o trabalho físico de erguer a ponte refaz conexões familiares em ruínas.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here