Presidente do Senado argumentou aos signatários que, no segundo semestre, apoiaria. Não convenceu ninguém. 

access_time

1 abr 2019, 16h33

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, atuou pessoalmente, e no corpo a corpo, para que alguns senadores retirassem suas assinaturas do pedido de abertura da CPI do Lava Toga.

Usou como argumento que este não seria o momento e se comprometia a apoiá-la no segundo semestre.

Nada feito: ninguém topou retirar.

O caso foi parar na CCJ, e não deve prosperar na Casa.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here