Com uma população de cinco milhões de habitantes, a Costa Rica tem a ambiciosa proposta de abandonar o uso de combustíveis fósseis até 2050.

A principal defensora da ideia é uma urbanista de 38 anos chamada Claudia Dobles, que também é a primeira-dama da Costa Rica.

Claudia quer livrar-se dos combustíveis fósseis mostrando ao mundo que um país pequeno pode ser líder na solução de um grande problema e, no processo, melhorar a saúde e o bem-estar de sua própria população.

Para Claudia, a prioridade é resolver a questão dos transportes. O setor é o principal responsável pelas emissões de gases-estufa na Costa Rica.

O Plano Nacional de Descarbonização, como é chamado, prevê trens de passageiros e de carga em funcionamento já em 2022, quando o marido de Claudia, o presidente Carlos Alvarado, termina seu mandato, informa o Estadão.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here