Agência do Itamaraty é sumário do governo: influência de filho do presidente; um general “interventor”; e um técnico respeitado no comando, que deve cair

access_time

2 abr 2019, 09h30

A Apex, uma agência de promoção do Brasil no exterior e ligada ao Itamaraty, é hoje um laboratório do que ocorre no atual governo: tem ali influência de um dos filhos do presidente (Eduardo escolheu os diretores); um general enviado pela ala militar para tomar conta do ambiente (Roberto Escoto, que tem até uma caveira com boina na mesa) e um presidente técnico e conhecedor da área (o diplomata Mário Vilalva).

O clima é ruim e há disputa por espaço. O general, se a intenção foi essa, não pacificou o ambiente. Ao contrário, o conturbou. Se o militar foi para lá para ajudar o presidente, a missão é dada como frustrada.

O bom Vilalva deve sair.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here