Jogadores se envolveram em confusão há mais de 40 dias, na primeira fase do torneio. Palmeiras e Santos vão recorrer no STJD

Por
Estadão Conteúdo

access_time

2 abr 2019, 08h55

O Pleno do Tribunal de Justiça de Desportiva (TJD) de São Paulo puniu nesta segunda-feira, 1, o meia Moisés, do Palmeiras, e o zagueiro Gustavo Henrique, do Santos, por quatro jogos por terem se envolvido em uma confusão no clássico do dia 23 de fevereiro, pelo Campeonato Paulista. Como as duas equipes só têm no máximo mais três jogos para disputar pelo Estadual, os dois não vão mais disputar a competição.

Os dois foram denunciados pelo artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata sobre ter conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva. No jogo, disputado no Allianz Parque, eles discutiram em campo, chegaram a trocar empurrões e houve uma tentativa de um soco do santista no palmeirense. A dupla não levou amarelo na ocasião.

Dias depois, em 11 de março, um julgamento no TJD determinou a suspensão de um jogo de suspensão para cada um dos jogadores. Gustavo Henrique cumpriu a pena, enquanto Moisés conseguiu atuar pelo Palmeiras porque o departamento jurídico do clube obteve um efeito suspensivo. A Procuradoria da FPF, por entender que a pena era branda, recorreu ao pleno, que nesta segunda-feira aumentou a punição. O pedido para que ambos fossem enquadrados no artigo 254 do CBJD, que trata de “agressão física”, foi aceito.

Como a decisão veio do Pleno do TJD, na esfera estadual não há mais chances para os clubes recorrerem. A última alternativa restante, e que será seguida pelos clubes, é acionar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, para tentar liberar os jogadores das punições.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here