Os partidos na Câmara já agilizam sugestões de mudanças na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo Bolsonaro ao Congresso.

Parlamentares já engatilham emendas para quando a proposta estiver na comissão especial. No entanto, para chegar lá, o texto ainda precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que está marcada para o dia próximo dia 17 de abril.

A retirada do texto das mudanças previstas para a aposentadoria rural e para o BPC (benefício assistencial pago a idosos e pessoas com deficiência carentes) é praticamente consenso, mas há outras sugestões de mudanças, como a redução na idade mínima e no tempo de contribuição para as mulheres.

O relator da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), afirmou que o ideal é que a CCJ se encarregue apenas de debater a admissibilidade da proposta – ou seja, se o texto respeita a Constituição – e que mudanças devem ser analisadas na comissão especial, registra o InfoMoney.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here