Jogador mais caro da história do futebol brasileiro não foi utilizado na derrota para o Peñarol no Maracanã

Por
Da redação

access_time

4 abr 2019, 09h25

Bastante contestado nas redes sociais por torcedores rubro-negros após derrota de 1 a 0 do Flamengo para o Peñarol, no Maracanã, pela Copa Libertadores, o treinador Abel Braga explicou a ausência do meia uruguaio Giorgian De Arrascaeta, maior contratação da história do futebol brasileiro (63,7 milhões de reais), no time. Ele permaneceu o jogo todo como opção no banco de reservas.

“No futebol a oportunidade vem, e vai chegar o momento dele. Joguei com uma equipe há 10 jogos sem perder, liderando o nosso grupo. Tem momento que ele vai entrar, tem momento que não. No jogo passado ele decidiu para nós, foi muito bom. Falta um pouquinho de entrosamento, jogar mais por dentro”, explicou Abel Braga.

O treinador explicou que o jogador entraria de segundo volante na partida contra o Peñarol, caso não houvesse a expulsão de Gabriel Barbosa, aos 30 minutos da segunda etapa. Apenas duas substituições foram realizadas: Vitinho entrou no lugar de Willian Arão aos 23 do segundo tempo, e Uribe substituiu Bruno Henrique aos 42, um minuto antes do gol de Lucas Viatri para o Peñarol.

Veja a tabela e classificação da Copa Libertadores

Para o treinador, a expulsão de seu atacante pesou no resultado da partida, diferentemente do que havia acontecido na semifinal da Taça Rio, em que mesmo com a expulsão de Bruno Henrique, o Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 1.

Mesmo com a derrota, o Flamengo ainda segue na zona de classificação da Copa Libertadores, agora na segunda colocação do grupo D da Libertadores, com seis pontos, atrás do Peñarol pelo saldo de gols.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here