O 1º promotor do Meio Ambiente de São Paulo, Carlos Henrique Prestes Camargo, instaurou inquérito sobre “eventuais danos ao patrimônio público de interesse histórico” supostamente praticados pela atual gestão de João Doria (PSDB).

Além das críticas nas redes sociais, a remodelação e redecoração do Palácio dos Bandeirantes — sede do governo de São Paulo — com descaraterização de móveis de madeira de lei, pisos e adornos, está na mira da Justiça.

O promotor pediu que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) informe se teve conhecimento das alterações no Palácio.

O promotor pediu ainda que seja acionada a Promotoria do Patrimônio Público e Social de São Paulo analise “adoção das medidas cabíveis com relação ao gasto de aproximadamente R$ 2 milhões em reformas e ações de redecoração desnecessárias, feitas pelo Governo do Estado de São Paulo no Palácio dos Bandeirantes”.

As informações foram divulgadas pelo site do Ministério Público Estadual de São Paulo.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here