Correndo o risco de ser preso a qualquer momento, Guaidó convocou uma manifestação para o próximo sábado (6) até o palácio presidencial de Miraflores.

“O que mais vamos esperar? Que o regime prenda o presidente Guaidó?”, questionou a dirigente María Corina Machado, ao pedir, nesta quarta-feira (3), a implementação de um artigo que autoriza a ação militar estrangeira na Venezuela.

Na terça-feira (2), a Assembleia Constituinte retirou imunidade parlamentar de Juan Guaidó e autorizou o início de um processo jurídico contra o presidente interino da Venezuela.

Guaidó demonstrou sua intenção de enfrentar a ameaça de prisão com mais protestos:

“Sabemos que é um risco. Estamos conscientes disso, mas não vamos sair do caminho.”

E, segundo a VEJA, acrescentou:

“Se o regime se atrever a me sequestrar, a ordem para o povo da Venezuela é seguir mobilizado nas ruas até o fim da usurpação. Senhores das Forças Armadas, permitir meu sequestro é ficar contra a República.”

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here