Ações Diretas de Constitucionalidade discutem a possibilidade de prisão antes do trânsito em julgado

Por
Leonardo Lellis

access_time

4 abr 2019, 09h20

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, retirou da pauta do plenário da Corte o julgamento das Ações Diretas de Constitucionalidade (ADCs) que discutem a possibilidade de prisão em segunda instância antes do trânsito em julgado.

A análise das ADCs 43 e 44, que estão sob relatoria do ministro Marco Aurélio, seriam julgadas na próxima quarta-feira, 10, mas a Ordem dos Advogados do Brasil pediu o adiamento do julgamento.

Mais informações em instantes.



Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here