Participações na Champions League, manutenção do elenco e utilização do estádio de Wembley turbinaram as finanças do clube de Londres

Por
Da redação

access_time

4 abr 2019, 15h35

O Tottenham não está entre os clubes mais badalados da Europa, mas nesta quinta-feira, 4, anunciou um feito invejável. O clube de Londres revelou que teve um lucro de quase 113 milhões de libras esterlinas (cerca de 572 milhões de reais, pela cotação atual) na última temporada, o que representa um recorde mundial entre times de futebol. O clube revelou esta cifra um dia depois de ter inaugurado o seu novo estádio com vitória por 2 a 0 sobre o Crystal Palace, em Londres, pelo Campeonato Inglês.

O balanço apresentado pelo Tottenham contabilizou 112,953 milhões de libras em ganhos no exercício financeiro de um ano que foi concluído em 30 de junho de 2018. O valor superou o lucro de 106 milhões de libras (aproximadamente 536 milhões de reais) divulgado pelo Liverpool no fechamento de suas contas na temporada passada do futebol europeu.

Uma série de motivos colaborou para que o clube de Londres atingisse este lucro recorde, como ter se classificado por três anos consecutivos para a Liga dos Campeões e de ter gastado pouco para a montagem do seu elenco (segurou os principais jogadores, como Harry Kane e Dele Alli) , segundo levantamento feito pela agência de notícias The Associated Press.

Outro fator que ajudou o time londrino a atingir este lucro recorde foi o fato de que passou a utilizar o estádio de Wembley, com capacidade para 90.000 pessoas, e com isso mais do que dobrou o número de torcedores presentes em seus jogos como mandante. A taxa de comparecimento em casa subiu de 601.000 pessoas para 1,29 milhão.

O mítico palco do futebol inglês passou a ser usado pelo Tottenham enquanto o clube estava construindo o seu novo estádio no lugar do antigo White Hart Lane, que podia receber no máximo 36.310 torcedores por partida. Assim, a receita com ingressos de 45,3 milhões de libras (cerca de 229 milhões de reais) contabilizada ao final da última temporada em que a equipe utilizou a sua antiga arena subiu para 70,9 milhões de libras (aproximadamente 358 milhões de reais).

Veja a tabela e classificação do Campeonato Inglês

O faturamento do Tottenham na temporada foi de 381 milhões de libras, valor inferior aos de Manchester City, Liverpool, Arsenal, Chelsea e Manchester United. Os ‘Big 5’, porém, gastaram mais dinheiro com salários e agentes, que ajudaram a facilitar transações de jogadores e negociações contratuais, enquanto o Tottenham se tornou o primeiro clube do Campeonato Inglês a não ter se reforçado com nenhum jogador na janela de transferências do verão europeu em 2018.

Em compensação, o Tottenham precisará continuar pagando uma alta dívida, com vencimento em abril de 2022, referente ao financiamento que contraiu para a construção do sua nova casa. A equipe ainda deve quitar 637 milhões de libras (algo em torno de 3,2 bilhões de reais) que foram gastos para construção do seu moderno estádio, com capacidade para 62.062 torcedores. Estima-se que o custo total da obra chegou a 1 bilhão de libras (cerca de 5 bilhões de reais).

Mesmo com os avanços econômicos, o Tottenham ficou longe de satisfazer os maiores anseios do seus torcedores nas últimas décadas. O clube não conquista o título do Campeonato Inglês desde 1961 e não ergue a taça de qualquer competição desde 2008, quando faturou a Copa da Liga Inglesa. Na terceira posição do Inglês, o time está longe da luta pelo título que é travada hoje por Manchester City e Liverpool, disparados na frente, nesta temporada.

O City, por sinal, será o rival do Tottenham nas quartas de final da Liga dos Campeões. O jogo de ida do mata-mata será na próxima terça-feira, em Londres, enquanto o duelo de volta está marcado para o dia 17 de abril, em Manchester.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here