O vice-chanceler Venezuela, Iván Gil, disse nesta quinta-feira (4) que não descarta a possibilidade de mais militares da Rússia chegarem ao país.

O integrante do regime chavista também afirmou que as forças da Rússia permanecerão na Venezuela pelo tempo que for necessário, e que não há um período definido de permanência.

Segundo a agência Interfax, Iván Gil declarou:

“O grupo de especialistas militares está [na Venezuela] no contexto de nossos acordos e contratos para cooperação técnico-militar.”

Anteriormente, o governo de Vladimir Putin disse que especialistas militares russos estão na Venezuela para cumprir contratos pré-existentes para o fornecimento de armas russas.

Na última terça-feira (2) — como noticiou a RENOVA — foi inaugurado um centro de treinamento na Venezuela para treinar os pilotos da ditadura de Nicolás Maduro a voarem helicópteros militares russos.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here