Utilizando uma impressora 3D, cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Israel, produziram um coração vivo que palpita a partir de tecido humano.

O feito incrível da medicina de Israel abre as portas para a realização de transplantes no futuro.

O estudo foi publicado nesta segunda-feira (15) na revista Advanced Science. O diretor da investigação, o professor Tal Dvir, explicou:

“É a primeira vez que se produz um coração com uma impressora 3D com o tecido humano de um paciente.”

O coração “está completo, vivo e palpita” e foi feito com “células e biomateriais do próprio paciente, informa o UOL.

Dvir declarou:

“Fizemos uma pequena biópsia do tecido adiposo do paciente, removemos todas as células e as separamos do colágeno e outros biomateriais, as reprogramamos para que sejam células-mãe e logo as diferenciamos para que sejam células cardíacas e células de vasos sanguíneos.”

O produto final, um coração de cerca de 3 centímetros, equivale ao tamanho de um rato ou um coelho, mas “é muito básico”, destacou o professor.

Para ele, “o próximo passo é amadurecer este coração de modo que possa bombear”.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here