Adélio respondia pelo crime de “atentado pessoal por inconformismo político” com base no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional.

O juiz federal Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal de Juiz de Fora (MG), absolveu, nesta sexta-feira (14), Adélio Bispo de Oliveira, mas determinou que o autor do atentado contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, fique internado por tempo indeterminado.

O magistrado também determinou que Adélio seja submetido a perícia médica daqui a três anos.

Adelio Bispo será internado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS), que possui espaço para tratamento de sua doença, enquanto não for verificada a cessação de sua periculosidade, informa o jornal O Globo.

A decisão do juiz da cidade de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, se baseia no fato de Adélio ter sido considerado inimputável.

Segundo pareceres médicos da defesa de Adélio e de peritos escolhidos pela acusação, o esfaqueador de Bolsonaro tem Transtorno Delirante Persistente, o que o impede de ser punido criminalmente.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here