A verba pública do fundo partidário banca despesas com passagens aéreas, hotéis, segurança e aluguel de veículos para atos em favor de Lula, diz a revista ISTOÉ.

O Partido dos Trabalhadores (PT) tem empregado recursos públicos para bancar a campanha pela libertação do condenado Lula da Silva.

A campanha “Lula Livre” teve início com a condenação do petista por corrupção e lavagem de dinheiro, em ações penais no âmbito da Operação Lava Jato.

Mais detalhes sobre a informação serão revelados em uma reportagem exclusiva da edição desta semana da revista ISTOÉ. A matéria está prevista para publicação nesta sexta-feira (12).

A capa da revista foi divulgada pelo editor-chefe da ISTOÉ, Sérgio Pardellas, na rede social Twitter.

Segundo a publicação, a verba pública do fundo partidário banca despesas com passagens aéreas, hotéis, segurança e aluguel de vans para atos em favor do ex-presidente preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, capital do Paraná.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here