“Eu liguei para o presidente esta manhã e disse a ele que achava certo renunciar”, afirmou o membro da Casa Branca.

O secretário do Trabalho dos Estados Unidos, Alexander Acosta, anunciou sua renúncia nesta sexta-feira (12).

A decisão foi tomada em meio a críticas por ter oferecido tratamento favorável ao bilionário Jeffrey Epstein em um caso de abuso infantil quando ele era procurador há uma década.

Em uma aparição na Casa Branca, ao lado do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Acosta declarou:

“Eu liguei para o presidente esta manhã e disse a ele que achava certo renunciar.”

Em um encontro com jornalistas, Acosta negou ter sido parcial num acordo judicial considerado demasiado favorável a Epstein, quando era procurador federal em 2008.

O empresário Epstein foi detido, na madrugada do último domingo (7), e denunciado por tráfico sexual de menores pela promotoria federal dos Estados Unidos.

O bilionário atraiu dezenas de adolescentes, algumas de 13 anos de idade, de famílias com problemas para cometer abusos sexuais, oferecendo dinheiro em troca de “massagens” e prometendo a algumas delas que financiaria suas carreiras universitárias.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here