Dodge apoiou a abertura de processo disciplinar contra o procurador Castor.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu, nesta terça-feira (13), abrir um procedimento administrativo disciplinar (PAD) contra o procurador da República Diogo Castor.

Ex-membro da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Castor foi alvo da ação por causa de artigo em que ele usou o termo “turma do abafa”, numa aparente referência à 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

O processo disciplinar contra Castor teve início após o CNMP ser acionado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, depois de ele publicar o artigo no site O Antagonista em março, quando ainda integrava a Lava Jato, da qual desligou-se em abril.

No texto, o procurador critica a decisão da 2ª Turma do STF de enviar à Justiça Eleitoral casos de caixa 2 relacionados à Lava Jato.

Após ser acionado pelo ministro Toffoli, o corregedor do CNMP, Orlando Rochadel, abriu uma reclamação disciplinar contra Castor e em seguida votou pela abertura do PAD, procedimento mais grave, que pode resultar em sanções como advertência, censura ou suspensão, informa o site Poder360.

Fonte: Rede Canal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here